terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Duende tenta salvar o natal


Rio Negrinho
Um duende de verdade nos corredores do Shopping Rückl. A missão: coletar assinaturas das pessoas para entregar ao Papai Noel e mostrar quantos ainda acreditam no bom velhinho. A maioria das pessoas abordadas pelo ator Fábio Beckert (no papel de duende) aderiram à ideia.

Segundo a personagem interpretada por Beckert sempre que alguém diz não acreditar no Papai Noel, um duende adoece e o senhor barrigudo que mora no Pólo Norte fica acamado. O caso parece muito com um contado por um tal Peter Pan, na história criada por J. M Barrie sobre a Terra do Nunca. Na peça teatral “Peter and Wendy”, quem morre quando uma criança diz não acreditar nelas, são as fadas.

A performance do ator da Cia Teatral Nós em Cena foi realizada no shopping no sábado e domingo. O duende, uma personagem um tanto afobada e preocupada, fazia o possível para recolher o máximo de assinaturas. Sempre que conseguia, distribuía para a pessoa um “pó mágico”, o qual dizia ser essência de bondade. “E não é para desperdiçar esse valioso presente”, argumentava.

O duende marca uma das primeiras performances do grupo no shopping, onde funcionará o novo espaço da companhia. “Conseguimos um lugar no terceiro piso, com entrada pela praça de alimentação”, conta o ator. No local serão realizadas peças teatrais e oficinas.

No próximo final de semana, a companhia estreia a peça “Simplesmente Pippi” no Espaço Artístico Lina Rückl, nomeado assim em homenagem à mãe do proprietário do shopping, o empresário Milton Rückl. Os ingressos serão vendidos no local a R$ 10 para adultos e R$ 5 para crianças até 12 anos. Quem levar um brinquedo paga R$ 5. Os brinquedos serão doados a crianças carentes pelo 100 Limite Moto Clube. “Sempre fazemos o natal de crianças carentes e a ajuda do grupo de teatro veio a calhar, estamos muito felizes com a iniciativa”, diz Neco, um dos fundadores do moto clube.

Foto e Texto de Jean Knet

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu recadinho para Nós!